terça-feira, 21 de março de 2017

Contradição ou falta de reflexão?

.



O caminho é para todos, todavia os passos são individuais - Elanklever


Cita na Bíblia: Eu não vim para julgar (João 12:47), depois diz: O filho é que julga (João 5:22), depois cita: não julgueis para não serdes julgados (Lucas 6:37). Infelizmente muitas vezes queremos economizar estudo e reflexão, e acabamos fugindo do contexto (contexto = conjunto do texto).

O conjunto do texto não é somente palavras. Mais que as ou além das palavras, vem a ordem cronológica do que fora escrito, traduções, costumes da época, cultura, moral e outras arestas. Inclusive a dificuldade em encontrar o verdadeiro sentido da palavra no original. Por isso há, diversas palavras citadas em diversas traduções. Vai do entendimento do tradutor. Embora, seja clara a intenção de uma tradução o quanto mais exata.

Meu povo sofre por falta de conhecimento  (Oseias 4:6) O que significa a palavra Conhecimento? O Dicionário Aurélio do Idioma Português/brasileiro, nos oferece a definição: JULGAR com clareza, tino, juízo, análise, perspicácia,discernimento, e com uma busca mais acurada fatalmente aparecerão outras definições. 

Aí depois vem muita gente dizendo NÃO JULGUEIS. Como se afirmando: Não pode pensar, refletir, julgar, separar, avaliar e aí segue.

Infelizmente pela falta do discernimento, vem a "fuga do pensamento confusão e a falta da reflexão, precisamos saber que só há entendimento se houver a trama reflexiva."

1) Temos que saber e separar: julgar não é condenar, julgar como citado é avaliar, ponderar, avaliar, filtrar, e mesmo criticar (também criticar não é falar mal, é buscar um senso de discernimento), senso, porque criticar é fácil agora o SENSO é bem mais difícil. Todavia, condenar: é dar o veredicto, é apresentar uma correção, um castigo, um preço. Isso não podemos, pois não fomos entronizados como Juiz de alguém fora a nós mesmos.

2) O conhecimento é buscar fundamentos baseados no entendimento das expressões de Jesus, para que possamos ir esculpindo nosso futuro estruturado nos propósitos do Reino de Deus.

Vemos tantos conflitos, isso vai cerceando a reflexão e passamos a aceitar a reflexão alheia, talvez por isso hoje vemos tantos "lideres", que nos possam aplainar nossos caminhos. Todavia precisamos entender que o CAMINHO é para todos, porém os passos são individuais.

Voltando a outras expressões bíblicas: Jesus - Príncipe da Paz, e depois cita: Trouxe a espada "guerra". O evangelho da Paz. (Mateus 10:34, Atos 10:36).

A neurose religiosa ainda nos impõe a condição de que se questionarmos a imposição a que nos colocam, estamos duvidando da palavra, estamos sendo infiéis, ou estamos indo contra a vontade de Deus. Tem que ser membro, e membro não pode pensar.

Quando na realidade estamos buscando: Como cita: Buscar-me-eis e me achareis, como cita o profeta.

A sabedoria nos concede esculpir o futuro - Elanklever.

Enfim há muitas passagens na Bíblia se não a estudarmos, ficaremos um tanto obtusos. Até mesmo tradução de palavras, como já dito, que não se encaixam perfeitamente a uma ideia, palavras que não tem sentido exato em nosso idioma.

Quer outro exemplo? Aceite o nome de Jesus e sereis salvo! Aceitou e depois comete um monte de imprudências, não busca a Deus, não age, o que então adianta o nome? Todo nome é aliado a um caráter !!!
É mais importante o nome ou o caráter? Hoje há centenas de "Jesus", nome utilizado e usado para muitos fins. E aí?

Se não for batizado não pode ser salvo! E o "ladrão da cruz que se arrependeu", foi batizado?

O Reino de Deus é tomado com esforço, ou Deus capacita? Ou capacita a quem se esforça?


Buscar-me-eis
Esforce
Discernimento
Conhecimento

Texto ainda em composição: O texto pode continuar na mente do Leitor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...